Category Archives: Curiosidades

Curiosidades

Pessoas estão postando sua história depois do decreto de Trump; algumas vão partir seu coração

Donald Trump assinou uma ordem executiva na semana passada, banindo dos Estados Unidos todos os cidadãos de origem muçulmana, e suspendendo o Programa de Admissão de Refugiados. Com isso, ele fez muito mais do que irritar os ativistas.

A ordem deixou os residentes legais dos Estados Unidos presos em suas casas ou nos Aeroportos, simplesmente porque seus passaportes são do irã, Iraque ou de algum dos 5 países da lista de Trump. Estas pessoas, com casas, familiares e amigos nos Estados Unidos estão agora separados deles por pelo menos 90 dias, tudo supostamente para “prevenir a entrada de terroristas estrangeiros”. Isso sem contar os milhares de refugiados da Síria e de outros locais, que haviam encontrado um descanso e paz, mas que agora correm perigo mortal com o banimento.

Muitos protestos encheram os maiores aeroportos dos Estados Unidos, e trump recebeu dezenas de processos relacionados a restrições de viagem. Algumas pessoas que tem Green Card conseguiram anular o banimento, mas as ações do President Trump separaram famílias ao redor do mundo, e condenaram a vida de muitos.

Com isso, muitos refugiados começaram a postar suas histórias, algumas surpreendentes e emocionantes. Veja as principais:

Nazanin Zinouri

Depois de viajar para visitar a família no Iran, Nazanin, que já é cidadã legalizada nos Estados Unidos, foi barrada na volta para casa. Ainda no aeroporto no Oriente Médio, seu visto foi negado, e sua entrada no avião foi proibida “por motivos de segurança”. Ela morava nos Estado Unidos há mais de 7 anos, e foi deportada. Ninguém a avisou sobre isso quando ela viajou, e ela não tem como voltar para seu trabalho, nem retirar seu carro que ainda está estacionado no aeroporto, nem cuidar do seu cachorrinho, que deixou em seu apartamento. “Eles não falaram isso com palavras, mas demonstraram com ações, que minha vida não importa. Tudo o que eu trabalhei e construí for todos esses anos não importa”.

Steve Jobs

Muitas pessoas começaram a relembrar do fato de que o próprio Steve Jobs, fundados da Apple, é descendente de imigrantes Sírios. Sua mãe biológica é filha e imigrantes. Ou seja, todo iPhone, iMac, iPod, iPad, Pixar e tudo relacionado à Apple não iria existir se os Estados Unidos não tivessem acolhido imigrantes da Síria no passado. E agora bani-los é hipocrisia. “É melhor Trump não usar os produtos dele então”.

Sanaa Himani

Filha de um imigrante, que fez parte do Congresso dos Estados Unidos, Sanaa diz “Meu pai muçulmano e imigrante criou centenas, se não milhares, de empregos nos EUA. O #MuslimBan (“#BanimentoMuçulmano”) é sem sentido, perigoso, e não-Americano.

Amin Karbasi

Angustiado, Amin conta que está sozinho porque o Banimento impede sua esposa e filha de retornarem aos Estados Unidos. “Há 3 semanas, meu esposa e minha filha recém nascida fora ao Irã visitar os pais dela pela primeira vez. Não se sabe se elas podem voltar para os Estados Unidos. E ESTE sentimento me consome”.

Gaby Dunn

“Eu estou viva hoje porque minha família pode vir para este país e escapar dos Nazistas não anos 40. Esse banimento Muçulmano é uma afronta à história e valores dos Estados Unidos.”

Cassie

“Como professora em uma escola onde muitos alunos são refugiados, o #MuslimBan parte meu coração. Essas crianças são seres humanos, não terroristas”.

Asha Noor

“Por favor resista e diga não ao #MuslimBan, é discriminatório e inumano. Muitos de nós contribuímos como ex-refugiados para nosso novo lar [os Estados Unidos]”.

Sameh Sibai

“Minha passagem saía em 10 dias para ver minha família nos Estados Unidos, sou residente da Holanda, é besteira eu não poder ver minha família por causa de um homem louco, eu desejo e espero que ele não veja os filhos dele nunca mais para que ele possa sentir a dor que ele está causando a nós depois que tudo o que já passamos”.

RealTammy365

“Pense naquele pobre menino da Síria que morreu na praia, tentando escapar da tortura. Você quer banir pessoa como ele, em busca de segurança? #MuslimBan”.

Kumail Nanjiani

“Como alguém nascido no Paquistão eu posso dizer que para você entrar na América é MUITO difícil. O #MuslimBan não alcança nada além de ódio”.

Athena Kheibari

“Minha prima do #Irã não vai poder se mudar para os EUA para concluir seu bacharelado em Química. Obrigado #MuslimBan [dedo do meio]”.

E ai, leitor, o que achou dos depoimentos? O que achou do decreto de Trump? E se fosse você no lugar dos refugiados? Deixa pra gente nos comentários (:

O post Pessoas estão postando sua história depois do decreto de Trump; algumas vão partir seu coração apareceu primeiro em Ultra Curioso.

17 ilustrações simples que retratam o que os seus sapatos dizem sobre você

Estamos sujeitos a julgamentos o tempo inteiro! Se saímos de casa ou não, somos julgados por nossas personalidades de qualquer forma, algumas vezes até de forma equivocada, quando as pessoas nem nos conhecem. Visto que roupa ou qualquer acessório vai de fato definir a personalidade das pessoas mas ainda sim é um ponto crucial para que tirem uma “conclusão” a respeito das mesmas ao analisar o que trajam. Os sapatos são elementos cruciais para a formação de um estilo, e talvez eles digam um pouquinho sobre o que queremos dizer e/ou gostamos (não o que somos). Pensando nesse assunto nós aqui do Ultra que assim como vocês somos extremamente Curiosos, buscamos um pouquinho mais sobre o assunto e resolvemos listar algumas coisas que vão fazer com que repensem um pouco sobre o que usam.

Listamos então 17 ilustrações extremamente simples que conseguem retratar muito bem o que os seus sapatos dizem sobre você. Temos a certeza que você vai se identificar em alguma parte dessa matéria, principalmente a respeito do seu calçado favorito. Sem mais enrolações, confira:

#1

#2

#3

#4

#5

#6

#7

#8

#9

#10

#11

#12

#13

#14

#15

#16

#17

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente pra gente aí e compartilhe com seus amigos.

O post 17 ilustrações simples que retratam o que os seus sapatos dizem sobre você apareceu primeiro em Ultra Curioso.

Homem que salvou 669 crianças no holocausto é homenageado por elas

Todo mundo sabe que a Segunda Guerra mundial foi um show de horrores para a população de todo o planeta, em especial as minorias perseguidas pelo governo de Hitler. A principal delas foram os Judeus, que eram massacrados, torturados e exilados, sem nenhum questionamento. Mas nem todo mundo apoiava as ações frias da Alemanha Nazista.

Em 1939, ainda durante a Segunda Guerra Mundial, um jovem britânico chamado Nicholas Winton fez algo incrível. Ele arriscou a própria vida para salvar 699 judeus. A maioria eram crianças da Tchecoslováquia, e ele garantiu a segurança delas ao refugiá-las na Inglaterra.

Depois da guerra, ele nunca falou sobre o assunto durante 50 anos. Só descobriram o fato porque sua esposa encontrou um antigo caderno de Nicholas no sótão, com nomes, fotos e documentos das crianças que ele salvou.

 

Sir Nicholas, que recebeu o título de Cavaleiro (Sir) pela Rainha Elizabeth II, morreu em 1 de Julho de 2015, aos 106 anos. Apelidado de “Schindler Britânico”, ele apareceu em um programa de TV do Reino Unido chamado “That’s Life”, em 1988. Ele foi convidado como membro de uma platéia, e não sabia que as pessoas sentadas ao redor dele só estavam vivas porque ele as salvou com sua bravura e altruísmo.

Vídeo

Neste vídeo do programa, a narradora diz que uma das crianças que ele salvou estava ao seu lado. Depois, ela pediu para que todas as pessoas que devessem sua vida a Nicholas se levantassem. Muitas pessoas se levantaram e ele ficou bastante emocionado.

E ai, leitor, o que achou dessa história? Se emocionou? Conhece alguma história parecida? Deixa pra gente nos comentários (:

O post Homem que salvou 669 crianças no holocausto é homenageado por elas apareceu primeiro em Ultra Curioso.

Ator americano resolveu cuidar de vizinha de 89 anos que sofre de câncer

Chris Salvatore, ator de Hollywood, e sua vizinha de 89 anos estão conquistando corações e deixando todo mundo emocionado. Eles criaram um vínculo nos últimos meses de vida de Norma Cook, que luta bravamente contra um câncer. Chris conheceu Norma quando estava mudando par o apartamento em frente ao dela. Morou lá por 4 anos, e os dois criaram uma amizade quase que imediata. Mas algumas coisas ruins aconteceram.

Ano passado, a saúde de Norma piorou porque ela se recusou a fazer o tratamento de Leucemia. Já que ela não tem parentes perto de onde mora, Chris se ofereceu para o papel. Recentemente ele a convidou para morar no apartamento dele, para que ela não precisasse ir para um asilo ou casa de repouso.

A saúde de Norma está muito debilitada, e os médicos já disseram que ela tem poucos meses de vida. Chris diz que quer dar tudo de bom e de melhor para ela nesta hora difícil da vida.

Apesar da situação, Chris diz que Norma é “atrevida e cheia de vida”. Ele contou que a vizinha geralmente acenava para ele da janela da cozinha. um dia, ele decidiu conhecê-la pessoalmente, batendo à sua porta. Quando se conheceram, ela ofereceu a ele uma taça de Champagne (bebida preferida da velhinha). Depois, eles se sentaram e conversaram por horas.

Chris se sentiu acolhido por ela. Por ser gay, ele achava que Norma teria certo tipo de preconceito, mas isso não aconteceu. “Quando ela era jovem, ela tinha muitos amigos que eram gays, e eu também sou gay, então eu acho que fiz ela se sentir segura em casa e em paz por ter criado esse tipo de vínculo novamente”, diz ele.

Norma costuma chamar Chris de “neto que eu nunca tive”. O ator estava passando por um término difícil na época, e isso o ajudou a criar um vínculo com Norma. Durante as conversas, ele descobriu que Norma tinha sido diagnosticada com Leucemia há 10 anos. Descobriu também que recentemente ela tinha até vendido o carro para poder pagar o tratamento.

Ela estava lutando para continuar cuidando de si mesma, sem dinheiro na poupança e com sua aposentadoria indo toda para pagar o aluguel. Ela era uma designer de interiores, que se divorciou aos 43 anos e não teve nenhum filho, e sua família morava longe. Emocionado, Chris se voluntariou para cuidar dela. Eles se encontravam todos os dias para um taça de champagne, jantares, etc. O ator também levava Norma ao médico sempre que podia. também a leva ao banco, farmácia e até mesmo para votar, ano passado (ela votou em Obama com orgulho).

Sucesso no Instagram

Chris começou a postar muitas fotos ao lado de Norma em seu Instagram, com a hastag “#MyNeighborNorma” (“#MinhaVizinhaNorma”), e começaram a ficar famosos na internet.

Nos últimos meses, Norma foi hospitalizada muitas vezes. Por fim, os médicos falaram que ela não podia mais morar sozinha, e que precisaria de uma enfermeira 24hrs, coisa que ela não podia pagar.

Salvatore iniciou uma campanha online para pagar o tratamento de Norma, e conseguiu US$ 30 mil em menos de 23 horas. No Dia de Ação de Graças, ele a presenteou com um grande cheque.

Norma diz que seu único desejo é estar em casa com seu gato Hermes enquanto ela transita para a próxima vida. Eles decidiram usar o dinheiro para fazer Norma morar com Chris, dispensando o serviço de enfermagem. Chris geralmente trabalha de casa, então está lá constantemente para auxiliar Norma do que ela precisar. Quando ele tem que sair, ele contrata um Cuidador de Idosos para ficar com Norma. O restante do dinheiro é gasto com os medicamentos que ela precisa.

Embora os médicos digam que é necessário um Milagre para que Norma sobreviva até o fim deste ano, Chris continua firme. Ele segue acreditando na recuperação dela, na força da amiga e dividindo boas taças de Champange. Ele espera que essa história inspire muitas outras pessoas ao redor do mundo.

E ai, leitor, gostou da história de Chris e Norma? O que você faria no lugar de Chris? Conhece algum caso semelhante? Deixa pra gente nos comentários (:

O post Ator americano resolveu cuidar de vizinha de 89 anos que sofre de câncer apareceu primeiro em Ultra Curioso.

Como é a reação de uma pessoa surda que volta a ouvir?

Há vários níveis e motivos quando se fala de Deficiência Auditiva. Há quem nasce com a deficiência, há quem a desenvolva durante a vida, seja naturalmente, ou com alguma doença, trauma ou lesão no ouvido. Só nos Estados Unidos, são 4 milhões de pessoas com algum tipo de problema na audição. No brasil, são quase 10 Milhões de deficientes auditivos. Isso, porém, não os impede de levar uma vida normal e feliz, sem nem pensarem em querer ouvir novamente.

Mas há aquelas pessoas que tem esse sonho. As que tem uma deficiência auditiva leve consegue ouvir com a ajuda de aparelhos auditivos simples, mas as que tem um nível mais severo ou profundo só conseguem ouvir novamente com a ajuda de um dispositivo especial, chamado Implante Coclear. Esse dispositivo conecta um microfone externo a eletrodos estimulantes que se ligam ao ouvido interno, o que faz com que a pessoa escute os sons em um nível próximo ao fisiológico. É necessário uma cirurgia para fazer esse procedimento, mas ele é completamente eficaz. Ou seja, faz as pessoas com deficiência auditiva escutarem novamente.

Foi o caso de uma americanda chamada Cora. Quando ela conheceu James, seu atual marido, ela conseguia ouvir,mas com dificuldades. Ela utilizava aparelhos auditivos desde os 2 anos de idade, que foi quando ela perdeu a audição. A situação foi piorando com o tempo, até que ela já não conseguia ouvir mais nada. Cora precisaria passar por uma cirurgia para instalar o Implante Coclear, e nessa época seu marido foi servir ao exército.

Quando ele retornou, Cora fez a cirurgia, porque queria muito ouvir a voz de seu marido novamente. O resultado foi gravado em um vídeo emocionante.

No vídeo, a médica ativa o implante, o que faz com que Cora comece a escutar tudo. Ela fica maravilhada. A médica fala que vai levar algum tempo apara o cérebro dela se adaptar ao ato de Escutar, mas que com o tempo isso fica melhor. Depois ela ouve a voz do marido claramente. Cora não aguenta a emoção e começa a chorar de alegria.

Isso é uma reação que parece universal. Muitas pessoas que receberam o implante, assim que começam a escutar, choram. A emoção de poder ouvir novamente toma conta do corpo, e as pessoas inrrompem em lágrimas.

Outros Exemplos

Amy ouvindo a voz do pai, da família e do filho pela primeira vez, depois de 26 anos com deficiência auditiva.

Sloan Chuarman, que nascer surda e conseguiu ouvir a si mesma pela primeira vez aos 29 anos.

Há muitos outros vídeos semelhantes no YouTube, como nesta compilação a seguir. Se você é sensível, cuidado, porque o vídeo emociona bastante.

E você, leitor, o que achou dos vídeos? Se emocionou? Deixa pra gente nos comentários :’)

O post Como é a reação de uma pessoa surda que volta a ouvir? apareceu primeiro em Ultra Curioso.

Esse homem dedica a vida para adotar animais que ninguém quer

Se você é simpatizante dos animais e queria levar pra casa todo cachorrinho que você vê na rua, provavelmente vai gostar de Steve Greig. Ele é um contador que mora nos Estados Unidos, mas dedica sua vida a resgatar animais que foram abandonados pelos donos e que não conseguem achar um novo lar.

Ele foi descoberto depois de começar a postar as fotos dos seus bichinhos em seu Instagram. Ele atualmente possui 10 cachorros, um porco, um coelho, dois patos, duas galinhas, alguns gatos e um pequeno lago cheio de carpas. Sua rotina é bem intensa. Ele dá café da manhã pra todos os seus “filhos”, ir pro trabalho, voltar pra almoçar com a família, se exercitar com eles, voltar para o trabalho e por fim se reunir com seus bichinhos para uma noite tranquila.

Steve conta que começou a adotar os animais depois da morte de um cachorro seu. O cão era bem velhinho, e sua morte o abalou muito. Isso fez Steve ter uma sensibilidade maior com animais idosos ou rejeitados.

Seu Instagram tem mais de 600 mil seguidores, e uma das grandes atrações é seu Porco, chamado Bikini. Muitas fotos e vídeos chamam atenção por mostrar um Porco brincando com Steve como se fosse um dos cachorros. O americano diz que a relação dele com os cachorros é ótima, como se ele fosse parte da matilha. São todos uma grande família feliz.

Ele costuma levar todos para passear no parque nos seus dias livres, e quase todo o seu salário vai par alimentação e cuidados dos seu bichinhos. Mas ele diz que vale cada centavo.

O primeiro animal que ele adotou foi um Chihuahua de 12 anos que tinha um sopro no coração. Depois uma mulher doou o porco Bikini e as galinhas, por não ter condições de mantê-los. O coelho foi simplesmente deixado na sua porta. Mas ele acolheu a todos, e está super feliz com sua família.

Instagram

Veja algumas das fotos mais famosas que Steve já publicou em seu Instagram.

E você, leitor? Teria coragem de adotar tantos animais? Tem vontade? O que achou da história do Steve? Deixa pra gente nos comentários (:

O post Esse homem dedica a vida para adotar animais que ninguém quer apareceu primeiro em Ultra Curioso.

Como seria a Terra se os Dinossauros ainda existissem?

Bem, pra começar, você tem que saber que há muitos cenários para se considerar a respeito disso. Nós basicamente só existimos porque os Dinossauros foram extintos, então tentar imaginá-los no nosso mundo requer uma grande quantidade de hipóteses. Mas vamos lá.

Primeiramente, você teria que desconstruir a imagem que Jurassic Park deixou na sua mente. Ainda que seja um dos melhores filmes já feito, Jurassic Park (e toda a franquia) mostram Dinossauros de forma diferente do que realmente eram. pra começar: eles tinham penas. Recentemente os cientistas confirmaram essa hipótese com alguns fósseis, que continham vestígios das penas dos Dinossauros. Porém, já que as ilustrações mostram os dinossauros no estilo Hollywoodiano, vamos deixar essa passar.

Há alguns cenários a se pensar agora. Vamos exibir cada um deles, e deixar você decidir em qual gostaria de viver.

Dino Sapiens

O primeiro deles é: NOSSA extinção. Se os dinossauros não tivessem sido extintos, eles ainda seriam os seres dominantes no nosso planeta. Nós mamíferos não conseguiríamos ter nos desenvolvidos. Nossos ancestrais se quer evoluiriam para seres primatas, que depois de milhares de anos deu origem aos primeiros seres Humanos. Com isso, provavelmente os próprios dinossauros seriam quem evoluiria para uma raça com um intelecto superior. É difícil imaginar um dinossauro começando a falar, mas talvez o sistema de linguagem deles fosse diferente do nosso. Talvez sons, grunhidos, rugidos, cada um com suas particularidades, possibilitaria um diálogo entre eles.

Além disso, as raças de tamanho médio seriam as mais desenvolvidas. Mesmo com um bom desenvolvimento, seria difícil para um Dinossauro de dezenas de metros e muitas toneladas se alimentar diariamente. Com isso, as espécies menores prosperariam, ou as maiores evoluiriam para um tamanho diminuto.

Ao contrário dos humanos, que são onívoros, os Dinossauros eram basicamente ou herbívoros ou carnívoros. Com isso, provavelmente os Dinos Herbívoros encontrariam um modo de desenvolver a agricultura e produzir seu alimento. Enquanto isso, de forma semelhante, os Carnívoros iriam talvez desistir da caça e começar a desenvolver a pecuária, criando grandes rebanhos de animais herbívoros (incluindo nossos ancestrais).

E assim uma Sociedade inteiramente constituída de Dinossauros iria reinar na Terra.

Humanos de Estimação

Outro cenário: os humanos iriam surgir, mediante ao desenvolvimento de seus ancestrais. Talvez em algum lugar remoto, como uma Ilha. Até os dinossauros conseguirem desenvolver técnicas de exploração marítima, poderíamos ter povoado todo um continente ou grande Ilha. Os dinossauros iriam nos encontrar, e se não decidissem usar os humanos como novo aperitivo, iríamos ser seus novos animais se estimação. Eles talvez nos criariam como criamos os cavalos ou os cachorros. Iríamos realizar trabalhos domésticos, cuidar das lavouras, ajudar a pastorar o gado, fazer a comida, etc. Como pagamento, não seríamos comidos. Seria, talvez, um trabalho escravo, isso se os dinossauros evoluíssem a ponto de conceber tal estilo de trabalho, como nós fizemos. Mas com certeza estaríamos em uma posição desfavorável em relação aos Dinos.

Agora, caso nossa evolução ocorresse paralelamente ao desenvolvimento dos Dinossauros, nosso corpo evoluiria de maneira diferente, para tentar combater os dinos. Seríamos, talvez, maiores, mais fortes, com membros mais longos e poderosos, com garras e dentes fortes, etc. Ainda assim, mesmo que tivéssemos uma pequena chance de combater os dinos, eles já teriam um desenvolvimento biológico superior ao nosso, e nos venceriam sem problemas.

Dinossauros de Estimação

Agora o cenário que você imaginou: os seres humanos conseguiriam, de alguma forma, dominar os dinossauros. Talvez os dinossauros não evoluíssem intelectualmente, e com isso, dependendo apenas da força bruta, os humanos conseguiriam se unir e usar nosso cérebro para superar os dinos. Com isso, toda a concepção de sociedade que você tem hoje iria mudar. Iriamos, primeiro, erradicar a maioria dos dinossauros carnívoros e grandes, pois seriam os mais ameaçadores para a nossa espécie. Sem T-Rex nesse mundo. Talvez os raros fossem apenas objetos de entretenimento, raridades, à beira da extinção.

Usaríamos principalmente os Dinossauros herbívoros para nos auxiliar nos trabalhos e tarefas. Tricerátopes seriam usados para arar a terra, como transporte de cargas e passageiros, etc. Os Braquiossauros seriam usados para nos ajudar a derrubar árvores, alcançar frutas e alimentos em grandes alturas, atravessar obstáculos de terrenos, etc.

Os carnívoros também teriam sua função. Usaríamos as raças carnívoras menores para nossa defesa. Eles seriam como cachorros, nos protegendo de ataques de predadores ou invasores. Usaríamos talvez os mais velozes como locomoção, para andar grandes distâncias, como os cavalos.

Lembre-se que toda a concepção de sociedade mudaria. Provavelmente a sociedade que tivesse mais dinossauros em sua posse viria a se tornar a potência global. Isso provavelmente exclui grande parte da Europa, Rússia e Estados Unidos, já que são regiões onde o clima é mais frio, e os Dinossauros tinham um organismo que precisavam de calor e sol para se aquecerem. Portanto, a alguma potência Africana, ou até mesmo Indiana, iria ser a maior no mundo. Já que a Europa não teria tanta força para expandir sua cultura, a Índia, por exemplo, iria conquistar mais territórias e espalhar seus costumes e crenças pelo mundo.

Além disso, obviamente, não existiriam galinhas, e provavelmente não teríamos tanto gado. Nossa principal fonte de carne seriam os próprios Dinossauros.

E ai, leitor, o que achou? Gostaria de viver em um mundo cheio de Dinossauros? Deixa pra gente nos comentários (:

O post Como seria a Terra se os Dinossauros ainda existissem? apareceu primeiro em Ultra Curioso.