All posts by Toni Nascimento

A triste história do casal que resolveu morrer junto porque não queriam se separar

Quando pensamos em uma história de amor, sentimos sensações a flor da pele. Cheiro e toque se misturam nas lembranças de nossa mente e palavras sussurradas ganham vida ao pé do nosso ouvido. Se tirarmos um tempinho do nosso dia para procurarmos narrativas envolvendo romances, perceberemos que é impossível consumir todas, ou ao menos catalogá-las. Como uma velha professora dizia, “desde que o mundo é mundo, toda história criada tem o poder ou o amor no centro”. Identificar verdadeiras histórias de amor na vida real é bem mais complicado. Em meio a tanto ódio e caos, ver casais que se amam de verdade é quase um desafio homérico.

Não sem motivo, Nic e Trees Elderhorst se destacaram na multidão. Sim, eu escrevi no passado. Essa história é linda, porém triste. Quase sempre é difícil desassociar os dois. O casal, após uma vida de amor, decidiu partir juntos.

Nic e Trees Elderhorst

Passar dos 90 anos de idade é uma meta a se alcançar para grande parte da sociedade. Nic e Trees Elderhorst, que tinham a mesma idade, chegaram aos 91. Cidadães holandeses, já vinham tendo uma queda na qualidade de vida devido à saúde debilitada, que só ia se deteriorando a cada mês que se passava. O casal, que estava junto há 65 anos, sempre disse que deveriam partir dessa vida juntos. O que os filhos não esperavam é que eles resolveriam colocar a ideia em prática. Os dois decidiram que iam optar pela eutanásia, partindo em paz, juntos. A ideia foi acatada pela geriatra, que informou aos filhos que devido ao pleno estado mental de Nic e Trees Elderhorst, eles podiam fazer essa escolha.

“Se o nosso pai morresse, ela poderia ficar completamente desorientada, acabando em um asilo, algo que ela desesperadamente não queria. Morrer juntos foi desejo mais profundo deles”, afirmou uma das filhas a um jornal local. A Holanda foi o primeiro país do mundo a legalizar o suicídio assistido por médicos – seja através da eutanásia (injeção fatal) ou por prescrição de uma dose letal de drogas. Além disso, a pessoa que opta pela eutanásia no país, não precisa sofrer de doença grave alguma. Tudo o que é preciso é ter plenas faculdades mentais.

Juntos até no fim

A saúde de um par do casal, o Sr. Elderhorst, decaiu depois de um derrame em 2012. Após o evento, sua memória começou a desaparecer aos poucos. Nic, com saúde também frágil, não conseguia imaginar ver o seu companheiro de uma vida partindo primeiro do que ela. “Eles deram a mão um ao outro e um grande beijo. Ficaram de mãos dadas. Era o desejo deles ”, contou outra filha ao jornal.

Apesar da história em particular emocionar os mais românticos, ela traz consigo uma discussão global sobre a eutanásia. Vários lugares do mundo estão integrando a prática e muitas pessoas não concordam com isso.

O que você acha sobre a eutanásia? Comenta aqui com a gente a sua opinião e compartilha essa história nas suas redes sociais. Aquele abraço.

Essa matéria A triste história do casal que resolveu morrer junto porque não queriam se separar foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

Conheça o gigantesco iceberg que está quase se rompendo na Antártica

Na geleira de Pine Island, na Antártida, existe uma grande fenda de quase 30 km. Ela começou em uma plataforma de gelo, aonde o gelo toca águas do oceano que estão em uma temperatura mais elevada. Esse fenômeno vai levando ao derretimento gradual do bloco de gelo. A descoberta foi feita através de imagens de satélite, com fotos que foram captadas de 17 de setembro a 1° de outubro deste ano. Essa fenda está se expandindo cada vez mais, deixando a ameaça de a qualquer momento se romper e formar um gigantesco iceberg.

Segundo Stef Lhermitte, professor do Departamento de Geociências e Remotas na Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, a fenda só tem cerca de 10 km antes de se soltar e se transformar em um iceberg.

Tamanho do iceberg

Como indica na foto acima, a área em vermelho é o pedaço que pode vir a se soltar. Se o bloco se romper, o iceberg pode chegar a ter até 300 quilômetros quadrados. Isso é maior do que o último iceberg que se rompeu na região, em 2017. Ele tinha cerca de 267  quilômetros quadrados. Isso é o equivalente a 4 ou 5 vezes mais o tamanho do distrito de Manhattan.  Se ele for maior do que isso, ganhará um nome para identificação própria. O professor Lhermitte afirmou que essa ruptura pode acontecer nos próximos meses, ou até semanas. “Espero que aconteça daqui a algum tempo neste verão antártico“, chegou a afirmar.

Uma vez que a ruptura aconteça, o iceberg, provavelmente, ficará congelado e suspenso no mar na Antártida. Mas devido as correntes oceânicas, ele acabará indo para o norte, aonde se derreterá em águas mais quentes, segundo o professor Lhermitte.

Mistério

A possível ruptura desse novo iceberg nos próximos dias é mais um capítulo em fenômeno que vem acontecendo na região. Ele é a sexta quebra de iceberg no local desde 2001. Por mais que esse tipo de rompimento seja normal, ele se torna atípico devido a alta frequência com que está acontecendo. O professor Lhermitte afirmou que é difícil dizer o porquê  Pine Island está perdendo tanto gelo.

“A razão pela qual temos esse aumento de água morna é relacionada ao clima, mas é muito difícil dizer se isso está relacionado às mudanças climáticas. A Antártida é um continente muito sensível para mudanças climáticas. Mas, para esse iceberg específico, é impossível inferir isso”, disse o professor.

Você gosta de matérias sobre clima e meio ambiente? Quer ver mais disso aqui na Fatos? Então comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. E para você que não está usando plástico para proteger as tartarugas, aquele abraço.

Essa matéria Conheça o gigantesco iceberg que está quase se rompendo na Antártica foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 pessoas que estavam certas, mas que foram completamente ignoradas

Se olharmos a história do mundo, passaram pela Terra várias pessoas que ganharam destaque pelas coisas que descobriram. Hoje, eles são considerados referências no campo em que atuaram, ou às vezes, gênios pelas denúncias ou descobertas que fizeram. Talvez, o maior exemplo seja Leonardo Da Vinci. O homem foi um cientista, matemático, anatomista, engenheiro, pintor, escultor, arquiteto, inventor e, acredite, muitas outras coisas. Se revivesse nos dias de hoje, qualquer coisa que dissesse seria totalmente respeitada.

O que falamos muito pouco, é sobre pessoas que são totalmente o contrário desse conceito. Muitas boas ideias e até denúncias não foram ouvidas em uma época. Na maioria das vezes, é porque aqueles novos conceitos vão contra todas as noções estabelecidas da época. Muita gente tentou falar para o mundo sobre algo importante, e acabaram sendo ignorados e algumas vezes até calados pela sociedade. Alguns não viveram o suficiente para verem os seus pontos de vista validados. Na tentativa de fazer um pouco de justiça, listamos 7 pessoas que estavam certas, mas foram completamente ignorados.

1 – Sinéad O’Connor

A música War, do Bob Marley, fala sobre racismo. Em 1992, a cantora irlandesa Sinéad O’Connor fez uma participação especial no programa de humor Saturday Night Live, aonde cantou War, porém, modificando a letra para falar sobre abuso sexual. Ao final da performance, ela rasgou uma foto do Papa João Paulo II no palco e gritou: “lute contra o inimigo real”. Na época, ela ouviu vaias e muitas críticas ao seu comportamento. Como podia alguém cometer tamanha heresia a igreja católica? Hoje em dia, escândalos dentro da igreja católica tornaram-se comuns.

No início dos anos 1990, quando isso aconteceu, tais críticas estavam fora da consciência e do debate público. Hoje, são inúmeros os casos de abuso dentro da igreja, e o debate já está sendo realizado há alguns anos.

2 – William Coley

William Coley hoje é conhecido como o pai da imunoterapia. Mas pensa comigo: como convencer as pessoas do final do século 19 de que infectar pacientes com doenças propositadamente pode ser um tratamento viável para o câncer. Na época, a única saída para um câncer era a cirurgia para retirada do tumor. Willian percebeu uma segunda via, quando passou a notar que uma pessoa com câncer, ao adquirir outra doença potencialmente fatal, tinha uma diminuição considerável do tumor. Willian passou décadas tentando provar o seu ponto de vista, sem muito sucesso.

Foi só em 1935 que ele conseguiu ser ouvido e respeitado. Infelizmente, ele morreu menos de um ano depois do reconhecimento.

3 – Ernest Hemingway

Ernest Hemingway não passou bem os seus últimos anos de vida. Ele estava doente e com uma severa depressão. Quando ele afirmou que estava sendo seguido pelo FBI, ninguém acreditou. Duas décadas depois após o escritor cometer suicídio, todos descobriram que o FBI realmente estava o monitorando. Ele estava sendo vigiado devido a uma viagem feita para Cuba. Ele não viveu para ver a cara das pessoas ao descobrirem que ele estava realmente certo.

4 –  Johnny Rotten

John Lydon, ou Johnny Rotten como é conhecido, é o vocalista do Sex Pistols. Na década de 1970, ele deu uma entrevista para a BBC na qual disse: “mate Jimmy Savile”. Jimmy, por sua vez, tinha uma carreira longa e próspera na emissora. Ninguém entendeu o que o vocalista quis dizer exatamente naquele momento. Só após a morte de Jimmy, em 2011, é que as verdades sobre ele começaram a vir a público. Ele foi um dos criminosos sexuais mais prolíficos da Grã-Bretanha no século 20. Isso é praticamente o que o vocalista falou, quase 35 anos antes.

5 – Greg LeMond

O ciclista Greg LeMond nunca viu o atleta Lance Armstrong com bons olhos, nem na época em que o mesmo estava no auge de sua carreira. LeMond criticou Armstrong por sua associação com Michele Ferrari, um médico italiano que praticava doping sanguíneo, em 2001. Após isso, ele passou a sofrer ameaças e represálias devido a sua denúncia. Ele também recebeu uma série de ações judiciais que transformaram os 12 anos seguintes da vida dele (como ele mesmo descreve) num inferno na Terra. Ele se tornou persona non grata entre os ciclistas. A vida de LeMond só voltou aos trilhos depois que Armstrong foi exposto e despojado de seus títulos.

6 – Clair Cameron Patterson

Clair Cameron Patterson era um geoquímico norte americano que desenvolveu a datação radiométrica para poder calcular a idade da Terra com precisão. No meio desse estudo, na década de 1940, ele notou que o homem estava se contaminando e contaminando o meio ambiente com chumbo. Na época, as pessoas estavam fazendo isso particularmente com aditivo de gasolina. Ele recebeu muita resistência e oposição, diante da denúncia declarada. Ele só conseguiu provar estar certo e ser reconhecido já na década de 1970.

7 – Dusan “Dusko” Popov

Dusan “Dusko” Popov era um agente duplo durante a Segunda Guerra Mundial. Ele é uma das inspirações para o ícone dos cinemas, James Bond. Seu comportamento beberrão e mulherengo levou o FBI a desconfiar de Popov, quando ele tentou avisá-los sobre Pearl Harbor. Ele disse ao FBI que estavam planejando um ataque em até um ano em Pearl Harbor. A informação do espião nunca chegou à Casa Branca ou aos militares dos EUA. Alguns acreditam que isso aconteceu porque o chefe do FBI, J. Edgar Hoover, não gostava e desconfiava dele.

E ai, o que você achou dessa lista? Esse pessoal foi realmente injustiçado? Conhece outros que passaram pelo mesmo problema? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. E para você que explode de raiva quando não acreditam em você, aquele abraço.

Essa matéria 7 pessoas que estavam certas, mas que foram completamente ignoradas foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 cavernas mais incríveis do mundo

O mundo inteiro está cheio de belezas naturais que brilham diante dos nossos olhos. Assim como cada bioma reserva maravilhas próprias e peculiares, as florestas e os rios adicionam cor e vida a essa equação chamada planeta Terra. Não temos nem o que falar de todo o esplendor encontrado no fundo – e misterioso – oceano. Além de todos esses itens citados, existe um em especial que guarda em si uma enxurrada de excentricidade e encanto: as cavernas. Além delas ganharem a atenção de milhares de exploradores pelo mundo, também abrem os olhos de quem adora procurar suas imagens únicas na internet.

Essas fendas e/ou cavidades encontradas sob a terra ou dentro de majestosas montanhas divide os exploradores e aventureiros entre completamente apaixonadas e embasbacados com tamanha grandiosidade. Você é o tipo de pessoa que também perde o fôlego com cavernas iradas? Então não perca essa exploração e vem comigo conhecer as 7 cavernas mais incríveis do mundo.

1 – Caverna Carlsbad

As Montanhas de Quadalupe, no Novo México, EUA, guardam uma das coisas mais bonitas do mundo: a Caverna Carlsbad. Ela é aberta para visitação quase o ano inteiro, com exceção do natal. Ela foi trabalhada para receber visitantes que podem tanto optar por uma caminhada para descer até a caverna, como pegar um elevador que chega até o centro da cavidade. Existe uma câmara especial na caverna chamada Big Room (ou Grande Quarto) que possui pouco mais de mil e duzentos metros de comprimento por 190 metros de largura. Ela é a terceira maior câmara da América do Norte e a 7ª maior do mundo.

2 – Caverna de Barton Creek

Belize é um país da América Central que possui uma das cavernas mais populares (do ponto de vista turístico) da região: caverna de Barton Creek. Além de destino famoso, ela é também um importante sitio arqueológico do país. A caverna é imundada por um córrego e só é possível ver as belezas internas da cavidade através de barco. Foi descoberto que o primeiro quilometro da caverna foi explorado pelos maias no passado, devido a objetos e 28 corpos fossilizados encontrados no local.

3 – Škocjan Caves

Na Eslovênia existe um sistema de cavernas famoso na região. Apesar de possuir apenas 2 quilômetros, ela atrai visitantes pelo mundo inteiro. Declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 1986, e considerada um dos tesouros naturais da Terra, a caverna consiste no rio Reka, que fica subterrâneo por mais de 33 mil quilômetros e representa um dos mais longos pântanos subterrâneos da Europa

4 – Caverna Onondaga

Em 1982, foi aberta para o público a Caverna Onondaga no Missouri National Park, nos EUA. A caverna foi alvo de brigas e disputas desde o século 19, porém passou a ser protegida e preservada pelo parque. Hoje, a bela caverna oferece passeios pela caverna, natação, pesca, piqueniques e caminhadas para visitantes locais, como também de qualquer lugar do mundo.

5 – Caverna Majlis al Jinn

A caverna Majlis al Jinn fica localizada no Planalto de Selma e está a mil e trezentos metros acima do nível do mar, no Sultanato de Omã. Formada em rochas carbonáticas fossilíferas, ela é a 9ª maior caverna do mundo. Uma única câmera mede cerca de 310 metros por 225 metros, com um telhado de cerca de 40 metros de espessura. A caverna tem um volume de 4.000.000 metros cúbicos, enquanto sua área útil é de cerca de 58 mil metros quadrados. A parte mais profunda é de cerca de 178 metros abaixo do topo da entrada mais alta.

6 – Eisriesenwelt Ice Caves

Eisriesenwelt é uma palavra alemã “Mundo dos Gigantes de Gelo”. A caverna que leva esse nome fica na Áustria e é considerada a maior caverna de gelo do mundo. Estendendo-se por mais de 42 km, atrai cerca de 200 mil turistas por ano devido às formações de gelo da caverna, formadas pelo descongelamento da neve que desaguou na caverna e congelou durante o inverno. Durante o inverno frio, os ventos sopram na caverna e congelam a neve no interior. Enquanto no verão, o vento frio de dentro da caverna impede que ela derreta.

7 – Caverna das Andorinhas

A caverna das andorinhas fica no México e tem uma queda livre de 333 metros no ponto mais baixo e 337 metros no ponto mais alto. Ele é o 11° do mundo em profundidade e caberia grandes arranhas-céus dentro facilmente. A caverna tem baixas temperaturas com vegetação espessa e chuvas que podem causar cascatas em sua abertura. Além das camadas de detritos, também pode-se encontrar um sumidouro em uma falha do calcário inferior do Cretáceo, que pode descer até 512 metros.

E aí, o que você achou dessas cavernas belíssimas pelo mundo? Conhece outras tão belas quanto essas? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que adora uma beleza natural, aquele abraço.

Essa matéria 7 cavernas mais incríveis do mundo foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 coisas que você não deve fazer quando está com febre

A febre é o aumento extremo da temperatura do corpo devido a algum fator interno. Se ao medir a temperatura, você descobrir que a sua temperatura corporal está acima de 37°, isso indica que existe algum problema no seu organismo. Ou seja, você está com algum tipo de infecção. A febre não é um transtorno em si mesma, e sim, a consequência de algum outro problema. Nós costumamos ter febre com mais frequência quando estamos resfriados ou gripados. Apesar de termos com relativa frequência, nós costumamos fazer muitas coisas erradas quando estamos febris.

Isso acontece porque, ao invés de investigar o que está causando a febre, para lidarmos com o real problema e eliminar os sintomas, nós queremos destruir o sintoma logo de uma vez. Conselhos de mãe e avó, como bebermos chá quente ou ficarmos constantemente debaixo de um cobertor, podem piorar a situação. Mas você acha que é só isso? Existe uma lista de erros que nós cometemos e que podem nos fazer muito mal. Então descubra 7 coisas que você não deve fazer quando está com febre.

1 – Comer alimentos gordurosos e condimentos

A cada aumento de 1° na temperatura, também há o aumento do metabolismo do corpo. Por isso, não é indicado que ao estar em estado febril, se comam coisas muito gordurosas. Alimentos pesados podem atrapalhar a digestão e acabar dificultando o tratamento da infecção no corpo. Por isso aquela sopa que a sua vó faz para você, cheia de massa e carne, pode não ser uma boa pedida. O ideal é que quando você estiver com febre, coma alimentos em temperatura ambiente em pequenas refeições fraccionadas. Além disso, eles devem ser de fácil digestão, como frutas, vegetais e alimentos ricos em proteína (ovo).

2 – Beber líquidos quentes

Com a alta temperatura corporal causada pela febre, o seu corpo acaba se desidratando. É fundamental que, em estado febril, você se mantenha constantemente hidratado. Mas o chá e o café quente, que a sua vó indica, não fazem parte desse pacote de hidratação. Isso porque o líquido quente acaba desidratando o organismo mais ainda e aumentando o calor corporal. O ideal é beber água e suco natural, mas saiba que se a temperatura estiver abaixo de 38°, você até pode tomar um pouquinho de chá quente – mas só um pouco.

3 – Amamentar

Quando uma mulher está com a temperatura do corpo acima de 38°, o seu leite materno costuma engrossar muito. Se houver amamentação durante o estado febril, pode ser que o bebê largue o peito muito antes da hora certa. Isso acontece porque com o engrossamento do leite, o sabor também muda bastante. Além disso, o leite passa a ficar mais difícil de ser digerido pelo bebê, fazendo-o sentir dificuldade de evacuar. A coisa certa a se fazer é parar o aleitamento materno. Enquanto isso, o bebê pode ir se alimentando de leite artificial.

4 – Beber aspirina

Aspirina pode diminuir a temperatura, mas existe uma consequência. O alto consumo de aspirina em um pequeno período de tempo aumenta consideravelmente o batimento cardíaco e pode levar à problemas cardíacos perigosos. O ideal é que se beba apenas um comprimido de aspirina para ajudar a baixar a temperatura. Para uso contínuo até que a febre se extingua de vez, é recomendado o uso de paracetamol, que é menos agressivo.

5 – Portas e janelas fechadas

Quando estamos com febre, ficamos com medo de pegar qualquer brisa. Porém, se manter em um ambiente fechado é estar exposto a vários vírus e bactérias que parados no território. Além disso, pode piorar as tosses e o mal estar. Para uma pessoa com febre, o ideal é a alta circulação do ar. Manter as janelas e portas abertas poderá ajudar na febre do doente e também evitará que outros membros da família sejam contaminados.

6 – Tomar banho frio

Sempre temos o costume de tomar banho frio quando estamos com febre. Você deveria saber que aguá fria realmente abaixara a temperatura do seu corpo, mas por um curto período de tempo. É complexo, mas saiba que quando você resfria o seu corpo com água gelada, o seu sistema imunológico enfraquece e o seu corpo passa a ter muito mais dificuldade para combater a infecção. O ideal é tomar banho quente mesmo, porém, bem rápido. Se a febre estiver muito alta, apenas um pano úmido será suficiente até a infecção ser curada.

7 – Se envolver em um cobertor

Quando estamos com febre e vamos para debaixo de um cobertor, acaba que estamos, indiretamente, subindo ainda mais a temperatura do nosso corpo. Isso sobrecarrega a pressão sanguínea e o nosso coração. Se você permanecer desse jeito durante muito tempo, poderá acabar tendo queda de pressão e outros problemas.

E aí, o que você achou dessa lista? Costuma manter essas práticas? Ou já foge delas há algum tempo? Comenta com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que procura um médico mesmo com 37,1°, aquele abraço.

Essa matéria 7 coisas que você não deve fazer quando está com febre foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 verdades da Física Quântica sobre o nosso universo

A Física Quântica pode até ser uma das matérias mais complexas e de difícil assimilação de que temos notícia, porém, ela também é um dos campos de estudo mais fascinantes do conhecimento humano. Também chamada de Mecânica Quântica ela é o estudo dos sistemas físicos cuja as dimensões são abaixo, ou pelo menos próximas, da escala atômica. Em palavras simplificadas, a Física Quântica estuda dimensões infinitamente pequenas, como o átomo, elétron, prótons e diversas outras partículas subatômicas. Com ela é possível relatar diversos eventos macroscópicos.

Às vezes a ciência se preocupa tanto em encontrar as respostas no macro, que se esquece que elas podem estar no micro. É para isso que a Física Quântica existe. Hoje ela está em alta por estar ajudando a comprovar uma das maiores teorias já realizadas (e também uma das mais aceitas): a do Big Bang. As respostas estão sendo cavadas através de testes em Aceleradores de Partículas. Conheça agora 7 verdades da Física Quântica sobre o nosso universo.

1 – Partícula = onda

Na Física Quântica, podemos afirmar que cada partícula é também uma onda, assim como cada onda é também uma partícula. Essas conclusões quânticas tornam-se muito óbvias quando se observa uma partícula em distâncias semelhantes ao comprimento de uma onda em comparação. É por isso que a Física Atômica e Subatômica não pode ser explicada sem a quântica, ao passo que as órbitas planetárias são definitivamente inalteradas pela ação quântica.

2 – Efeitos quânticos podem ser gigantescos

Temos a sensação de que tudo no estudo quântico é pequeno e, portanto, tem efeitos pequenos. Sinto lhe informar, mas isso é um erro. Os fótons, por exemplo, estão emaranhados em centenas de quilômetros pelo espaço. Nos condensados ​​de Bose-Einstein, um estado degenerado da matéria atingiu temperaturas muito baixas, até cerca de um milhão de átomos serem induzidos em um estado quântico coerente. Por fim, alguns pesquisadores até mesmo admitem que a matéria escura pode ter impactos quânticos que se estendem por galáxias inteiras. Sim, os efeitos quânticos podem ser gigantescos.

3 – Tudo é incerto

Uma coluna fundamental da Física Quântica é que existem pares de visíveis que não podem ser medidos simultaneamente, como por exemplo, a posição e o momento de uma partícula. As verdades quânticas sobre o nosso universo são que os pares são denominados “variáveis ​​conjugadas”, e a impossibilidade de medir exatamente seus dois valores é que faz toda a distinção entre uma teoria quantizada e uma não quantizada. Na mecânica quântica, essa teoria é fundamental. Uma das manifestações mais estranhas disso é a incerteza da energia e do tempo, que sugere que as partículas instáveis ​​têm massas naturalmente incertas, graças ao E = mc2 de Einstein.

4 – Einstein não era contrário à Física Quântica

Diferente do que supõe à opinião popular, Einstein não era contrário a mecânica quântica. Na verdade, foi sua descoberta ganhadora do Nobel pelo estudo do impacto fotoelétrico, provando que os fótons se comportavam como partículas e ondas, que era uma das principais revelações da mecânica quântica. Einstein contestou que a teoria era incompleta e acreditava que a aleatoriedade natural dos processos quânticos deveria ter uma explicação profunda. Não era que ele acreditasse que a aleatoriedade estava errada, ele apenas acreditava que isso não era o fim da história.

5 – A Física Quântica cresceu muito recentemente

A teoria no campo quântico começou há mais de um século. Mesmo assim, muitos pontos de vista do estudo só se tornaram testáveis ​​com a tecnologia contemporânea. A óptica quântica, a computação quântica, a termodinâmica quântica, a criptografia quântica, a informação quântica e a metrologia quântica são áreas de pesquisa recentemente formadas e, imediatamente, muito intensas. Com as novas habilidades obtidas com essas tecnologias, o investimento nas fundações da mecânica quântica foi retomado.

6 – Entrelaçamento é diferente de superposição

Uma superposição quântica é a capacidade de um sistema estar em dois estados distintos ao mesmo tempo e, no entanto, quando medido, encontra-se constantemente em um estado particular e nunca em uma superposição. Já o entrelaçamento, é uma associação entre duas ou mais partes de um sistema. Ou seja, é algo completamente diferente. Superposição não é básica, enquanto o entrelaçamento, por outro lado, não é ambíguo.

7 – Tudo é quântico

Hoje em dia sabemos que algumas coisas são da área da mecânica quântica e outras não. Tudo segue as mesmas leis da mecânica quântica – é apenas que os efeitos quânticos de objetos grandes são muito difíceis de se ver. É por isso que a mecânica quântica estava atrasada para a evolução da física teórica. Até que os físicos tiveram que justificar porque os elétrons se assentam juntos em torno do núcleo atômico que a mecânica quântica tornou-se essencial para fazer previsões precisas.

E aí, o que você acha de Física Quântica? Gosta ou explode sua cabeça? Comenta aqui com a gente e compartilha essa lista quântica nas suas redes sociais. E para você que não foge de nenhum campo de estudo, aquele abraço.

Essa matéria 7 verdades da Física Quântica sobre o nosso universo foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

Conheça tudo sobre o perigoso selficídio

Cada geração possui um número de problemas, traumas e doenças que a marcam. A geração que cresceu nos anos 2000 possui muitos complexos que são uma consequência da tecnologia e do seu uso indiscriminado. Um dos principais, tem um nome meio esquisito, que pode até causar risos, porém, não deixa de ser muito sério e perigoso: o selficídio. O transtorno, basicamente, é a compulsão pelas selfies. O problema foi intensificado de uma tal maneira como consequência direta da popularização dos smartphones. Acredite: parece uma piada, mas pode levar até o suicídio.

Conhecendo o selficídio

Você já ouviu falar do Transtorno Dismórfico Corporal, ou Transtorno da Auto-imagem? Essa patologia faz com que as pessoas estejam sempre insatisfeitas, inseguras e frustradas com a própria imagem (ou com a ideia que elas criam da própria imagem). Apesar de pouco se falar neste transtorno, ele é bem comum e existem até canais de YouTube e blogs que falam sobre o assunto. O selficídio se trata de uma forma de evolução desse transtorno, pois a pessoa que o possui, tem uma enorme dificuldade de aceitar a própria imagem. Essa postura é, na maioria das vezes, incentivada pelo fato da pessoa tirar centenas de fotos de si mesma a procura de uma perfeição imaginária e inexistente.

A pessoa cria uma compulsão pela própria imagem, tirando várias fotos seguida e ininterruptamente torcendo para que alguma delas a satisfaça e a faça se sentir bonita. Uma consequência dessa conduta é que a pessoa que desenvolve o transtorno vai a procura de técnicas e truques que a façam tirar fotos aonde possivelmente ela se achará mais bonita. Isso acarreta em uma enorme perca de tempo e tem consequências diretas na vida social da pessoa e nas suas relações. Além disso, a sensação de frustração por não alcançar a perfeição pode levar a outros transtornos mentais, como a depressão.

A faixa etária mais afetada é dos 12 aos 20 anos, condizente com a faixa etária que foi apresentada e fomentada na tecnologia e internet. Além disso, o selficídio atinge mais mulheres do que homens. Para você identificar se possui o transtorno, será necessário uma consulta com um psiquiatra. Ele irá identificar se realmente é um caso de selficídio e depois lhe encaminhará ao tratamento certo, que costuma ser algum tipo terapia comportamental ou psicanalítica.

Origem

A palavra ganhou fama na Índia. Tudo começou quando uma viagem procurou um médico para fazer uma cirurgia plástica no nariz. O médico a aconselhou a não fazer o procedimento porque o seu nariz era perfeito. Ele então começou a reparar o comportamento da garota, quando notou que não estava normal, a encaminhou para um atendimento psicológico. Ainda no país, outros dois jovens também foram diagnosticados com o transtorno.

Além disso, pessoas que desenvolvem selficídio, também estão bem mais expostas as chances de desenvolver Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), devido ao fato de estarem sempre tirando centenas de fotos – procurando sua imagem perfeita – compulsivamente.

Aplicativo

Alguns pesquisadores norte americanos descobriram que, de 2014 até 2016, cerca de 127 pessoas morreram ao tentar tirar uma selfie perfeita em algum lugar perigoso. 76 dessas mortes aconteceram só na Índia. Na tentativa de frear esse risco, autoridades estão desenvolvendo um aplicativo que buscar reduzir o número de pessoas que morrem ao tentar tirar uma selfie. O aplicativo, que ainda está em fase de testes e não tem previsão para ser lançado, irá avisar quando a pessoa estiver em alguma situação de risco.

E aí, você acha que tem selficídio? E Transtorno de Auto-imagem? Comenta aqui com a gente e compartilha essa notícia nas suas redes sociais. E para você que tira selfies com moderação, aquele abraço.

Essa matéria Conheça tudo sobre o perigoso selficídio foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 piores crimes que aconteceram em fast-food

As redes fast-food conquistaram o mundo. Se você acha que é só nos Estados Unidos que elas são extremamente populares, está redondamente enganado. O maior exemplo que podemos usar é a China. A região com mais de 1 bilhão de pessoas é o maior país socialista contemporâneo. Mesmo com tal característica, ainda assim mantém um socialismo de mercado, permitindo que a sua economia seja a segunda maior do mundo e que ela se encha, indefinidamente, de franquias de fast-foods. No Brasil, em praticamente todas as capitais, é possível encontrar uma variedade grande de redes de lanche.

Com esse alto número de redes, também é alto o número de problemas que podemos encontrar nelas. Existe todo o tipo de confusões em redes de fast-food. Pode variar de brigas até assassinatos e verdadeiros massacres. Listamos os 7 piores crimes que aconteceram em redes fast-food.

1 – Briga entre cliente e funcionária

Essa briga em uma franquia de fast-food dos Estados Unidos aconteceu quando uma cliente resolveu pegar um copo descartável aleatório e tentar enchê-lo com refil de refrigerante da rede. Porém, uma atendente percebeu e tentou impedir que a cliente continuasse com o plano. A cliente não gostou muito de ser reprimida e partiu para cima da atendente, jogando um copo de milkshake na funcionária e depois batendo nela com o bandeja da própria lanchonete. A briga foi intensa e ganhou as redes sociais e internet nas últimas semanas. Assista ao vídeo:

2 – Mulher grávida

Em 2017, eclodiu uma briga grande em uma rede de fast-food no Texas. Carla DeLeon era uma cliente grávida, acompanhada de sua filha de 3 anos de idade. Ela começou a gritar com os funcionários da rede, provocando uma funcionária. A funcionária esquentou a cabeça e acabou derramando um copo da água na cabeça da mulher grávida. Isso desencadeou uma briga entre as duas, que só terminou quando um terceiro funcionário interveio e parou o conflito. Apesar do funcionário afirmar que foi a cliente que começou o conflito, a cliente apresentou acusações contra a empregada da rede.

3 – Massacre de San Ysidro

O massacre de San Ysidro é conhecido como um dos maiores que já aconteceram em rede de fast-food. Em 1984, James Oliver Huberty, que na época tinha 41 anos, entrou dentro de uma rede McDonalds e após gritar “congelar”, abriu fogo contra todos os clientes que estavam presentes no local. O rapaz, que estava armado com uma espingarda e um revólver, fez um cerco na lanchonete que durou 1 hora. Além de matar pessoas que estavam na rede, ele também matou duas crianças de 11 anos que andavam de bicicleta em volta. Ao total, foram 21 mortos.

4 – Tiroteio em massa de Munique

Ali “David” Sonboly, de 18 anos, abriu fogo em uma rede de fast-food da capital da Alemanha. Usando uma pistola Glock 17, o jovem conseguiu matar 9 pessoas antes de tirar a própria vida. Ele era fã de jogos de videogames de tiro em primeira pessoa. Além disso, ele lia amplamente sobre tiroteios em massa. Ela havia comprado a arma um ano antes de realizar o ataque. Sonboly também era conhecido por ter alguns problemas de saúde mental. Muito se teorizou se ele tinha alguma relação com terroristas islâmicos, só que nada foi provado.

5 – Assassinato na China

Em 2014, em um McDonald’s na cidade chinesa de Zhaoyuan, província de Shandong, os clientes foram interrompidos por seis fanáticos religiosos que entraram na lanchonete pedindo o número de telefone de todos eles. Uma funcionária se recusou a passar a informação para aquelas pessoas. Após a recusa, o líder mandou os outros para matar a mulher de trinta e poucos anos. Muitos vídeos que circularam posteriormente mostravam que os integrantes do grupo bateram na mulher com cabos e cadeiras.

6 – Triplo homicídio na Escócia

Em 1992, uma franquia de fast-food na Escócia ficou famosa após por causa de um dos casos de homicídio mais bizarros em lanchonetes. Tudo começou quando três funcionários traçaram um plano para roubar o lugar. Apesar de planejarem conseguir mais de 20 mil dólares, conseguiram apenas 2 mil. No dia do assalto, os funcionários entraram pelos fundos carregando uma pistola, várias facas e uma alça de pá. Um deles usava uma máscara de Halloween durante o assalto. Quando eles entraram para cometer o crime ainda havia outros 4 funcionários trabalhando, que acabaram sendo espancados e alvejados por tiros. 3 das vítimas morreram e uma ficou paralítica.

7 – Assassinato de Anna Svidersky

Apesar de Anna Svidersky ser natural da Rússia, ela foi para os Estados Unidos com 13 anos de idade, em 2001.  Em 2006, a jovem estudava e trabalhava em uma rede de fast-food. Até que David Barton Sullivan, que tinha crimes de abuso sexual na ficha criminal, além de ser diagnosticado como esquizofrênico, entrou na lanchonete, e sem dizer uma palavra foi para o rumo da jovem e lhe feriu com muitas facadas. Ela morreu na hora. O caso ficou famoso no mundo inteiro.

E aí, o que você achou dessa lista? Bizarra? Comenta com a gente e compartilha nas suas redes sociais.

Essa matéria 7 piores crimes que aconteceram em fast-food foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 roubos com menos glamour e mais ganância já realizados

O início de 2018 foi marcado por uma série que se mostrou um verdadeiro fenômeno da cultura pop: La Casa de Papel. Ela mostra a empreitada de um grupo de criminosos para invadir e produzir dinheiro diretamente da Casa da Moeda, na Espanha. Esse tema mexe com a nossa imaginação. Além da ficção, existem assaltos que marcaram a história do mundo. Sempre que pensamos em grandes roubos, os mesmos crimes nos vem à cabeça. Vai me dizer que a primeira coisa que lhe veio a mente neste momento não foi o Assalto ao Banco Central? Pelo menos aqui no Brasil, e talvez até na América Latina, ele seja um dos mais icônicos já realizados.

Porém, todos esses grandes assaltos conhecidos do público em geral podem ser considerados grandes produções criminosas. Ou seja, eles são grandiosos desde o planejamento até a execução e acabam ganhando um espaço cativo na cultura pop. O que muita gente não sabe, é que existem grandes roubos realizados que, apesar de não possuírem tamanho apelo popular, foram magnificamente bem sucedidos. Eles contaram basicamente com um ingrediente principal: a ganância. Ficou curioso? Listamos 7 roubos com menos glamour e mais ganância já realizados.

1 – Assalto ao Museu Gardner

Em março de 1990, enquanto quase toda a América se preocupava com o feriado e a festa de São Patrício, dois ladrões tiveram uma ideia ousada, que surpreendentemente funcionou. Dois ladrões resolveram se disfarçar de policiais de Boston para conseguirem assaltar o Museu Gardner. Ao total, eles conseguiram roubar treze obras de arte que nunca foram recuperadas pelas autoridades. O Museu Gardner, insistente que é, ainda mantém as possibilidades em aberto: ele paga US$ 5 milhões de dólares por quem der informações que levem a recuperação de pelo menos um dos quadros roubados. Esses dois ladrões ousaram na criatividade.

2 – Roubo do Museu de Arte EG Bührle

Em 11 de fevereiro de 2008, três homens conseguiram fazer um roubo de mestre da forma mais simples e tradicional possível. Com máscaras de esqui, eles entraram no Museu de Arte EG Bührle, em Zurique, e levaram quatro pinturas diferentes. Elas eram avaliadas em quase US$ 139 milhões de dólares. Todos eles eram genuínas do século XVIII e incluíam as obras de Cézanne, Degas, Monet e Van Gogh. As obras nunca foram recuperados.

3 – Roubo a Harry Winston Jewelers

Também em 2008, três homens haviam assistido As Branquelas e resolveram realizar um assalto a caráter. Eles se vestiram de mulher e resolveram ir até a joalheria Harry Winston Jeweler antes do fim de expediente de 5 dezembro daquele ano. Depois de serem muito bem atendidos, eles arrancaram suas perucas e começaram o assalto, do qual conseguiram levar US$ 108 milhões de dólares em peças da loja.

4 – Roubo do Depósito Securitas

Em 2006, a Inglaterra presenciou o maior roubo de dinheiro já ocorrido no país, com métodos batidos. Vários homens raptaram e ameaçaram a família do gerente, amarraram catorze funcionários e roubaram o equivalente a RS$150 milhões do depósito da Securitas Cash Management . Apesar de ser uma grana preta, todos os assaltantes envolvidos no crime foram pegos e condenados posteriormente.

5 – Assalto a barras de ouro

Em 1983, ficou registrado como o que seria lembrado como “crime do século”. Seis assaltantes invadiram a Brink’s-MAT planejando levar 3 milhões de libras em dinheiro. Porém, quando entraram, se depararam com três toneladas de barras de ouro. Eles saíram do roubo com cerca de 26 milhões de libras em barra de ouro. Eles conseguiram a senha do cofre após ameaçar queimar vivos com gasolina e fósforo os funcionários do local. Os ladrões nunca foram pegos e o ouro nunca foi recuperado.

6 – Assalto à Cellini Salt Robbery

A Cellini Salt Cellar é uma escultura de ouro, parcialmente esmaltada do artista Benvenuto Cellini, criada em 1543. Ela foi roubada do Museu Kunsthistorisches de Viena, em maio de 2003. Para surpresa de todos aqueles que não sabiam como o roubo havia acontecido, a obra de arte foi recuperada em Zwettl, na Áustria, pouco tempo depois. Eventualmente, Robert Mang, um residente de Viena, se entregou e assumiu o crime.

7 – O grande roubo ao trem

Em agosto de 1963, Bruce Reynolds e seu grupo embarcaram em um trem na Ponte Ferroviária de Bridego, na Inglaterra, e fugiram com 2,6 milhões de libras da época (o que hoje é o equivalente a 50 milhões de libras). Embora tenha sido uma enorme quantia de dinheiro e a maioria dos ladrões tenham fugido do país, a sorte acabou por secar e todos foram apanhados.

E aí, o que achou dessa lista? Conhece outros roubos criativos que não foram glamourizado? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. E para você que nunca precisou cometer um crime para se sentir especial, aquele abraço.

Essa matéria 7 roubos com menos glamour e mais ganância já realizados foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

7 provas de que prisioneiros ingleses e americanos têm a vida melhor que a sua

No Brasil, as penitenciárias vivem um momento de colapso, aonde a super lotação e a falta de recursos públicos levam-nas ao caos. Consequentemente, no Brasil as prisões são conhecidas como verdadeiras escolas do crime. Para piorar, parte dos cidadães acha que os presos recebem regalias e benefícios maiores do que de quem está livre, e tendem para um posicionamento extremista e raso. Ou seja, ao analisarmos a situação penitenciária do Brasil hoje, não é nada boa e promissora. Nem para quem cumpre a pena, suas famílias ou para a comunidade aqui fora.

A situação penitenciária varia conforme o lugar do mundo. Na Espanha, Islândia e Noruega, por exemplo, você irá se deparar com as melhores penitenciárias do mundo. No Reino Unido e nos Estados Unidos, há quem diga que se cuida melhor dos prisioneiros do que das próprias crianças locais. Para que você tenha uma ideia de como boa parte dos presidiários americanos vivem (é claro que assumo que você não está fazendo generalizações e pensa que estou falando de todas as prisões do Reino Unido e dos Estados Unidos), listamos 7 coisas que os prisioneiros americanos e ingleses têm que é melhor do que você.

1 – Mais tempo ao sol do que as crianças

Segundo diretrizes da Organização das Nações Unidas (ONU), prisioneiros têm o direito de ter pelo menos 1 hora no pátio debaixo do sol. Em algumas prisões no Reino Unido, os presos podem chegar a ficar até 2 horas no pátio. Isso é muito comparado ao tempo que as crianças ficam brincando na rua. Além de não saírem para brincar todos os dias, elas ficam menos de uma hora em parquinhos ou lugares semelhantes.

2 – Comidas melhores do que as servidas em escolas

Não vamos ser hipócritas: comidas de presídio costumam ser horríveis. Ainda assim, elas podem ser melhores do que as comidas servidas em colégios públicos. De acordo com uma revista norte americana chamada Good, uma refeição na prisão inclui meia xícara de legumes, uma porção de frutas e 3 ou 4 pedaços de carne. Uma refeição escolar, por outro lado, força as crianças a escolherem os legumes ou a fruta e lhes dá cerca de metade da quantidade de carne encontrada nos presídios. Lembrando que esses dados são de escolas inglesas.

3 – Idosos melhores na prisão do que em lares para idosos

Uma casa de repouso no Reino Unido custa cerca de 6 mil dólares por mês. Mesmo com esse valor, existem muitas reclamações relacionadas a falta de cuidado e até explorações de idosos nesse tipo de local. Já nas prisões, os idosos são tratados de maneira muito mais cordial e humana. As penitenciárias são obrigadas a tratar das doenças que podem vir a atacar os idosos e também auxiliá-los em qualquer tratamento recorrente.

4 – Bibliotecas da prisão são melhores do que as públicas

Muitas bibliotecas públicas têm um acervo limitado e quase nenhum investimento público. Porém, no sistema penal do Reino Unido, as bibliotecas são bem servidas de livros e possuem uma estrutura decente. Enquanto em bibliotecas públicas do país, existe em média 1 livro por cliente, nas prisões existe cerca de 16 livros por presidiário. O que convenhamos é uma média bem maior. O financiamento na biblioteca da prisão funciona para tentar manter os prisioneiros longe de problemas – e funciona.

5 – A penitenciária paga pelo estudo

Em Nova York existe o “Programa de Reintegração em Prisão em Colégio”. O investimento de US$ 7 milhões e meio de dólares garante que 2,5 mil presidiários possam ter estudo superior gratuito garantido. Para cada US$ 1 dólar gasto em educação, afirmam os criadores do Programa, economiza-se US$ 4 dólares em despesas de encarceramento, porque os detentos que recebem educação têm 43% menos probabilidade de voltar para a prisão.

6 – Melhor ambiente educacional do que um dormitório

Muitos presidiários norte americanos estudam enquanto cumprem suas penas na prisão. Depois de uma olhada nos dados, eles chegaram a conclusão de que os presidiários possuíam melhores notas do que os estudantes. A diferença entre os dois era apenas uma: enquanto estudantes normais iam para o dormitório depois da aula, os detentos voltavam para atrás das grades. Acredita-se que o sucesso está no fato dos prisioneiros não terem distrações como amigos, família, redes sociais e lazeres diversos.

7 – Tratamento melhor do que os desabrigados

Alguns desabrigados nos Estados Unidos praticamente imploram para ir para a cadeia. Na rua é preciso se preocupar com a temperatura (frio mata muitos moradores de rua) como também o assédio da polícia. Além disso, na rua os desabrigados nunca sabem quando terão uma refeição. Já na prisão eles têm um teto, ficam aquecidos e fazem três refeições garantidas por dia.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta aqui a sua opinião e compartilha essa lista nas suas redes sociais. Para você que leu até aqui, aquele abraço.

Essa matéria 7 provas de que prisioneiros ingleses e americanos têm a vida melhor que a sua foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

1 2 3 6